Tuesday, June 05, 2007


Há tempos que não posto nada aqui, mas não por falata de voltade ou por falta do que postar, mas, sim, por pura falta de tempo. Há tempos que não escrevo mais nenhum poema, o que é muito triste. Já não consigo ler mais tantos livros, apesar de comprá-los e tê-los com muito carinho em casa para, um dia, quando arranjar um tempinho a mais, conseguir lê-los todos, o que eu acho que será improvável pois são muitos e sempre há mais algum que me enteressa e livros nunca são de mais.
Na faculdade tudo vai muito bem, apesar de bem corrido. Muitos trabalhos para fazer e algumas coisas sendo aprendidas, se bem que tenho mais coisas práticas do que técnicas, o que me leva a ter um pouco mais de trabalho e menos conteúdo teórico. Mas, mesmo assim, eu gosto da minha faculdade, do meu curso, das pessoas de lá e das novas amizades que fiz. Tenho me divertido muito. Uma fase muito boa de minha vida. Com certeza será lembrada com muito carinho posteriormente.
Fora da faculdade só tenho feito o francês, que anda muito bem por sinal. Acho a língua muito interessante e proporciona uma fala gostosa. Tenho prazer em falar francês. Porém o horário em que estou está me matando. Não tenho tempo de almoçar, sempre passo a tarde em jejum, tirando os dias em que como alguma coisa antes de ir para a aula, não tenho tempo de ficar com meus amigos nem cinco minutos após as aulas, nem nada. Acho que esse horário é muito ruim e que está me cansando muito, mas não sei se vou conseguir um horário melhor. Pretendo fazer o Intensivo, que compreende dois níveis em seis meses. Ainda nada é certo, mas quem sabe eu descura um horário melhor, ou, então, que o horário em que estou é, definitivamewnte, o melhor.
Já não há mais o que dizer, Não tenho escrito em lugar nenhum, nem tenho tempo de fazer grandes reflexões sobre nada. Minhas cabeça gira em torno de trabalhos e coisas para fazer, notas para tirar. Gostaria de ter um tempinho para mim mesma. Um tempo para pensar em minha vida, pensar no que acontece ao meu redor. Também gostaria de conhecer pessoas novas, se bem que este ano só estou andando com pessoas que conheci há poucos meses. Quero me comunicar com mais pessoas, saber o que passa em suas cabeças e poder aproveitar melhor minha vida. Não que eu não a aproveite bem, mas gostaria de tirar mais proveitos dela. Viver intensamente, tendo mais momentos felizes que tristes ou tensos. Por que a vida vale a pena, se souber vivê-la.
O que acontece na cabeça das outra pessoas? O que está dentro delas? Alguém, algum dia, consegui-rá dizer? Acho pouco provável. Por mais parecidas que duas pessoas possam parecer, elas são completamente diferentes em seu interior, em seu mais profundo íntimo. Cada coração bate em uma velocidade e os que estão quase no mesmo rítmo se unem. Mas não me refiro ao amor que devem estar pensando. Me refiro ao amor de amigo, ao carinho que duas pessoas podem sentir uma pela outra. E, para isso, é preciso conhecer pessoas, o maior número possível, para, assim, achar quem realmente tem a ver com seu íntimo. Apenas gostaria de mais amigos, pessoas novas e diferente. Pensamentos diversos que possam ser discutidos amigavelmente. É tudo o que, imagino eu, toda pessoa queira, mesmo que não saiba disso.
Que todos tenham uma boa semana e um ótimo feriado.

1 comment:

Shibuya said...

well, nao tenho mto a dizer pq vc sabe que nao preciso me utilizar de palavras pra mostrar oq penso, e vc sabe oq eu penso(boa parte)...
tenho visto os dias de maneira mto estranha pra mim, pras pessoas q eu conheço. a gente nao se v faz um tempo neh? mas n tem problema, a amizade nao diminui por causa disso. tenho muito a falar, mas nao irei escrever aqui....
minha cara irmã, muito temos pra conversar(eu acho, e espero)... mas não hoje, nem amanha, quando pudermos apenas
bjos