Thursday, May 03, 2007



As vezes me sinto só,
Mas não só de amigos.
É uma solidão dentro de mim
Que me consome,
Que me perturba,
Me faz refletir sobre mim mesma,
Me faz conhecer aos que estão a minha volta
E a quem existe dentro de mim,
Que nem eu mesma conheço direito.
Fico parada pensando,
Vendo se há alguma razão para isso,
Mas não há.
Esta sou eu,
Sempre solitária dentro de mim mesma,
Por mais que tente achar algo que me complete.
O que falta em mim,
A peça ausente
Deve estar caída em algum canto escondido de mim mesma,
Pois somente nós nós completamos.
Não adianta procurar em outra pessoa,
Pois nunca achará a peça que falta.
Somos completos,
Apenas precisamos achar a parte que falta.
Porém, o ser humano é frágil.
Não se contenta apenas consigo mesmo,
E necessita de algo mais,
De alguém para elevar seu ego,
Dar suporte quando se sente fraco,
Dizer uma palavra de consolo quando mais precisa,
E, até mesmo, resolver seus problemas.
O ser humano é mais do que frágil,
É o ser mais frágil que existe,
Pois não depende apenas de si mesmo para sobreviver.
E, enquanto busca esse alguém para encobrir a parte que faltava,
Esquece-se de que esse pedaço não está no outro,
Mas dentro de si mesmo,
E que essa sensação de bem estar ao lado da pessoa que lhe dá suporte
É superficial, e não completa nada,
Apenas esconde e ameniza as dores.
Não procuro em outros o que está dentro de você.
Antes de colocar a culpa em outros, procure dentro de si.
Descubra quam você realmente é,
Adimita os erros,
E nunca volte atrás.
Ao olhar para o passado,
Sinta orgulho e saiba que você mudou,
Que agora você é um pouquinho mais completo,
É um pouquinho mais de si mesmo
E não necessita que os outros digam isso para você.
Saiba que você é melhor do que o que um dia já foi.
Nunca abaixe a cabeça.
Nos momentos difíceis
Olhe para si mesmo,
Para dentro do seu ser
E veja que há uma pessoa forte aí dentro
E que pode superar todos os obstáculos.
Seja quem você realmente é
E não tenha medo do que os outros pensem.
Seja você.
Se orgulhe de si mesmo,
Pois você é isso,
E nunca conseguirá mudar isso.
(03/05/2007)

1 comment:

Proto said...

És muito sozinha, minha cara amiga.
Que falta no teu peito para que este se complete?
Não digas, por favor, que falta-te amor. Não costuma derreter-te por meninos que sequer conheces.
Mas respira, menina, pois é isso que pode estar a te falta: de liberdade, ar.