Thursday, March 01, 2007


Sabe, andei pensando. Não faz diferênça o que eu coloco aqui, afinal, ninguém lê realmente o que está escrito. Alguns podem até dizer que comentam, mas é apenas para me consolar, pois eu sei que meus textos não agradam a maioria das pessoas. Alguns dizem que não têm nada a ver comigo, outros dizem que estou ficando depressiva, mas nenhum deles está certo. Isto é o que sou e o que sempre serei, independente de qualquer pessoa. Antes me importava muito com o que as outras pessoas pensavam de mim, mas hoje é diferente. Não que eu não me importe mais, porém, suas opiniões já não farão mais o mesmo efeito em mim. Eu mudei, eu cresci, já não sou mais a mesma. Já não abaixo mais a cabeça para os outros e aceito o que dizem. Agora sei me expressar, sei dizer minha opinião e lutar por ela.
Agora olho para a frente, e vejo que tenho muito ainda a fazer para conseguir me firmar como realmente sou. Passei muito tempo sem me aceitar, de certa forma. Agora tento correr atrás dos prejuízos, custe o que custar.
Apenas olho para trás e sorrio, por ver que o que eu não era foi deixado para trás, junto com o que eu julgava que era.
Vejo o presento e respiro fundo, para enfrentar os desafios de mim mesma e de minha vida. Anseio por um futuro melhor e mais próspero, em todo os sentido possíveis.
Procuro num futuro longíncuo o que eu serei, mas é muito difícil dizer. Posso até imaginar coisas, mas não posso garantir que se tornem verdade. Apenas sei que semrpe serei eu mesma, independente dos obstáculos que encontrar na frente. É isso o que importa, ser quem se realmente é.
É por isso que já não ligo mais tanto para quem não le meus textos nem gosta deles. Sei que alguém, em algum lugar, irá gostar deles, apenas não encontrei essa pessoa ainda.
Meus textos dizem quem sou, quem realmente sou, e o que eu realmente senti um dia. Eles fazem parte de mim. Eu gosto deles e é isso o que importa. Se alguém quiser me conhecer, apenas precisa ler meus textos e falar comigo. Não sou tão complicada assim para entender.
Espero um dia encontrar pessoas que gostem de mim do jeito que realmente sou, e que gostem dos meus textos também, pois eles fazem parte de mim.
E aqui vão mais alguns dos meus textos antigos.

***

Longos dias, tristes, monótónos
Uma rotina angustiante
Que não consegue ser quebrada
(13/11/2006)

***

Sentimentos confusos
Lembranças dolorosas
Lágrimas escorrem sem querer
Reações inconsciêntes de velhos amores
Uma pontinha de ciúmes
Será que ainda gosta?
Será que é verdade?
Fiel a suas companheiras
Por que deixa dúvidas sobre o que sente?
Qual o motivo de toda essa incerteza?
Causa de uma dor em meu coração
Apergunta é única. Por que?
Por que me confundir?
Por que deixar tudo incerto?
Estava tudo resolvido ou não?
O que pretende fazer?
Tudo é dúvida
Essa dor contínua
A cada palavra dita, mais uma facada em meu coração
Não fale mais nada
Não me confunda
Não prolongue esse sofrimento
Vai acabar piorando as coisas
Não faça mais doer em mim
Deixe de lembrar o passado
Esqueça os sentimentos até então sentidos
Se não pode senti-los agora
Apenas está prolongando essa sensação agonizante
Se matando aos poucos
Perfurando seu próprio coração
Parece gostar dessa dor
Parece gostar de senti-la
E, principalmente, de me ver sofrer
Mesmo que não seja por mal
(14/11/2006)

1 comment:

th4nat0s said...

Oeee!
ae dessa vez eo consegui, acho q eo naum sabia como fazer da outra vez msm vio hehehe...

hmm q dize q vc cresceu eh, q bom neh, sempre bom fica um poko maior qnts centimetros foram?/?/? hehehhehehe ... brincadera ;P

ae mto bom os textos hein, depressiva q nd rlx pessoal brisa nas ideias pra fala essas coesas maes qm sabe um dia eles consigam compreender neh, mas antes disso dexa cmg q entendo hAUHAuAHuaHuAHA

bjuSss!